Melhor mesmo …é ser magro

As consequências da obesidade no organismo de crianças e adolescentes. Eles estão expostos a problemas que antes só ocorriam na fase adulta
CÉREBRO

Crianças obesas são mais propensas à depressão. O excesso de peso também suprime a resposta do cérebro ao hormônio leptina, que dá a sensação de saciedade

PULMÕES
Asma é mais comum em crianças obesas. A falta de ar torna a atividade física regular ainda mais difícil
CORAÇÃO
O acúmulo de placas gordurosas nos vasos sanguíneos desde a infância aumenta o risco de hipertensão e infarto
INTESTINO
Crianças obesas têm mais problemas digestivos. É comum sofrerem de constipação
OSSOS
O excesso de peso sobrecarrega os joelhos. Outros ossos do corpo também ficam sujeitos a fraturas
PÂNCREAS
Calorias demais fazem o pâncreas produzir muita insulina. Ela não é usada corretamente pelo organismo e a criança torna-se diabética
FÍGADO
A obesidade aumenta o acúmulo de gordura no órgão e pode desencadear a cirrose hepática
VESÍCULA BILIAR
A formação de pedras na vesícula é mais comum nos gordos. Elas podem aparecer enquanto as crianças estão obesas ou quando perdem peso muito rapidamente